terça-feira, 13 de outubro de 2015

DIAS DE CRIANÇA



DIAS DE CRIANÇA!

Crianças são como as árvores. 
Devem ser regadas em profusão, 
Com amor, bons exemplos,
Mais amor e compreensão.


A elas precisamos ficar atentos, 
Usando um pouco do nosso tempo,
Observando, com carinho, 
Sua germinação e crescimento.

Suas raízes devem ser fixadas, 
De forma bem resistente, 
Ainda que sejam daquele tipo
Superficial e aparente.

Elas espicharão, 
Até onde não possamos alcançar.
Seus troncos engrossarão 
E se tornarão cascudos. 
Seus galhos ramificarão 
E se tornarão topetudos.
Podas constantes podem ser feitas, 
Mas de pouco servirão 
Para que se tenha controle sobre a colheita.

Em determinadas temporadas, 
Enfrentarão tempestade, ventania, seca e inundação. 
Perderão as folhas e alguns galhos secarão, 
Em outras, se mostrarão vigorosas, 
E com seu esplendor, nos presentearão.

Algumas darão frutos, 
Outras com flores ou perfumes, enfeitarão
E haverá aquelas que serão apenas fonte de oxigênio
Um desempenho discreto e sereno, 
mas imprescindível para nossa respiração.

Independente do que se tornem, 
O importante é que suas raízes, 
Sólidas e inabaláveis, 
Permitam o viver com liberdade, 
Sabendo que amor e segurança
Estarão garantidos e sempre lá, 
Para quando quiserem retornar.

Téia Camargo
Instagram: @teiacamargoescritora

Um comentário:

  1. Ela, a criança do presente, no futuro será um adulto que a Natureza sábia, através do Criador, nos doou ainda como semente, resta-nos ter todo o cuidado possível para que seu crescimento seja forte e saudável, tal qual uma árvore frondosa. Que presente o homem adulto poderia ter de melhor do que crianças para educar? Parabéns pelo belo poema!

    ResponderExcluir