domingo, 11 de outubro de 2015

ELO



Elo

Unir as partes em um abraçar constante
Ser o belo e o amante
Coragem e insensatez
Beijar a boca e sentir o doce
Lábios
Língua
Sabor...
Segurar na mão de quem faz partilha
Cavalgar no céu em nuvens de paixão
Acorrenta-se a felicidade
Sem tempo
Sem idade
Ter ciúme do amor dos passarinhos
Cantando amor e fazendo o ninho
Ferve a alma solta pelo vento
Intenso
Assobiando tornando o ar em seu brado
Elo que uni e fortalece o amor
Olhares de fantasias carregados de magia
Enaltece o caminhar inspirado
Sentir a pele eriçada
Amante e amada
Amor...


Hélio Ramos de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário