terça-feira, 27 de outubro de 2015

Poema



POEMA

No subterrâneo
da agonia
proliferam
sonhos
e floresce
a poesia!


Sobre
a pedra
bruta
a semente
também 
medra.

(R.M. Cardoso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário