quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Sangrando ns palavras



Sangrando nas palavras....

Serão talvez as mágoas que antecedem
Momentos, que hoje são apaziguantes...
A dor, a solidão, que eram constantes,
De paz hoje sentir... Elas me impedem...


Sangrando nas palavras que me medem
Num grito de sentidos bem marcantes
Mergulho nesses ecos degradantes
Que até tento calar... Só que não cedem...

Por vezes vejo que eles me concedem
Uma trégua fugaz! Mas não se excedem
Nesses momentos sãos, edificantes...

Em suas intenções já retrocedem
Os ecos degradantes se sucedem
Tornando tudo turvo. Como dantes!

Helena Fragoso

Um comentário:

  1. A enorme Poetisa que nos dá a honra de ser nossa Amiga - estou, obviamente a falar de Helena Fragoso - tem o incomparável dom de nos falar directamente ao coração.
    Fá-lo de um modo que eu gostaria de conseguir, UMA vez que fosse!
    Grato a ambas!

    ResponderExcluir