sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Soneto Helena Fragoso

Soneto:

Eleva-se um poema nos compassos
Dos dedos do poeta que em magia
Vai regendo essa arte em sintonia
Nas vitórias da vida ou nos fracassos.


As rimas que compõem esses traços
Arpejos de uma heroica sinfonia
São pausas que vagueiam nos espaços
Entre as mágoas sentidas e alegria

E passo a passo dentro dos seus passos
Desenha a sua arte nos abraços
Em perfeita grandeza e harmonia

Então é num soneto que esses braços
Compostos por seus sonhos e cansaços
Nos banham de poesia dia a dia...



Helena Fragoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário