quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Teus Olhos



TEUS OLHOS

Teus olhos são janelas, minha amiga,
Onde a alma enxerga o mundo e seus primores...
Serão azuis ou verdes pelas cores?
Com que cores vês o céu que te abriga?

Com que cores vês o mar, o ar, as flores?
Com as cores que tem - talvez me digas –
Mas há qualquer coisa em mim que me instiga,
A crer que vês as coisas multicores.

No garço dos teus olhos fulge a vida,
Resplandece o céu, o mar e a esperança,
E não sei quantos sonhos de ventura:

Que penso ser teus olhos, minha amiga,
Uma enseada de paz e de bonança,
Onde resplende o Sol da formosura!

João Urague Filho

Nenhum comentário:

Postar um comentário