domingo, 11 de outubro de 2015

NATUREZA MINHA E SUA.



NATUREZA MINHA E SUA...

Tão íntima gota de orvalho, a deixo sentir
Do céu de nuvens carregadas d' incertezas
Aguardo silente o momento de haurir
Sentir no coração remoção d' impurezas

Chuva abençoada que cai sobre a terra
Irrigando o solo infértil livre do amor bendito
Nesta terra somos todos parte do globo dito
As leis são iguais para quem aqui se encerra

Não somos donos, mas sim hóspedes, enfim
Somos o tudo e o nada germinando a vida
Somos parte de um todo que também sangra a ferida

Somos paz e guerra, somos tudo, até ser somente guarida
Só nos resta, aceitar que somos um só povo, e, sim
Unidos teremos mais amor e c'a fé ter enfim, vida destemida.

Simone Medeiros 
11/10/2015
Ilustração: Simone Medeiros

À Flor da Pele de Simone à Poesia

Nenhum comentário:

Postar um comentário