domingo, 25 de outubro de 2015

Preludio De Paz




PRELÚDIO DE PAZ

Pela 
janela
meio
escancarada
vejo 
luzes
acesas
iluminando
a rua
plenamente
apaziguada.


Enquanto
preparo
um 
sonho
bordado
de paz,
um
poema
farejando
a pele
da alvorada.

(R.M. Cardoso)

Nenhum comentário:

Postar um comentário